Sufixos Diminutivos '-inho' e '-zinho'

Autoria por Gedini em 5/05/13 licença flexível*.

Quando usar -inho e -zinho

Muitas vezes é indiferente o uso dos sufixos 'inho' e 'zinho' para a formação dos substantivos diminutivos. No entanto, é bom observar algumas regras.

Sufixo -zinho

Usa-se o sufixo -zinho para nomes terminados em:

Nasal:

  • cão cãozinho
  • grão grãozinho
  • irmã irmãzinha
  • álbum albunzinho
  • verão verãozinho

Ditongo oral:

  • bruxaria bruxariazinha
  • raio raiozinho

Vogal tônica:

  • vatapá vatapazinho
  • caráter caraterzinho
  • pilar pilarzinho
  • lugar lugarzinho

Palavras proparoxítonas:

  • árvore arvorezinha
  • príncipe principezinho
  • protótipo prototipozinho

Porém, leva-se em consideração, neste contexto, a dicção, a facilidade de articulação fonética e também a intenção do tom que se pretende enunciar: se pejorativo, carinhoso, etc.

  1. «Ele conseguiu o que queria, bem sei, mas não deixou da sua abracadabrinha.»
  2. «Uma abracadabrazinha de vez em quando não faz mal a ninguém.»

Nota-se que em 1 o diminutivo soa melhor do que em 2. Isso ocorre devido ao menor esforço do ponto de articulação dos sons.

Sufixo -inho

No geral, os diminutivos regulares das palavras terminadas em sílabas átonas, fazem-se em -inho:

  • banco banquinho
  • sala salinha
  • velho velhinho

Ver artigo Diminutivos e mudança de consoante

Comentários, exemplos ou sugestões

Adicionar Depois de adicionar seu comentário, você será direcionado para criar um login LPeU - que é necessário para validar seu comentário.

Busca na base LPeU