LPeU - língua portuguesa em uso Língua Portuguesa em Uso

Criado por Gedini
em 2013-05-15.

Figuras de construção - conceitos

Revisando conceitos:

Figuras de linguagem
São recursos usados pelos escritores e poetas, para tornarem mais expressivas suas mensagens. Subdividem-se em figuras de som, figuras de construção (figuras de sintaxe), figuras de pensamento e figuras de palavras.

Figuras de construção:

Ligadas ao campo morfossintático. São representadas:
elipse/ zeugma/ polissíndeto/ assíndeto/ hipérbato/ silepse/ anacoluto/ inversão/ pleonasmo/ anáfora, epístrofe, epizeuxe.

Elipse

Consiste na omissão de um termo ou expressão, normalmente, de fácil identificação:
“Voltando, cumprimentou os parentes, visitou o quarto de hóspedes, saiu e desapareceu.” (omissão do sujeito gramatical ele/ela)

Zeugma

Quando há omissão de um termo que já apareceu antes:
«Amanda gosta de poemas; Marta, de romances» (omissão do verbo 'gostar').

Polissíndeto

Consiste na repetição de síndetos (e ou ou):
«E zumbia, e voava, e voava, e zumbia!» (M.de Assis)

Assíndeto

Diferentemente do polissíndeto, é a omissão de conjunções:
«Olhei, procurei, perguntei, nada achei.»

Hipérbato

É uma inversão. Consiste numa mudança da ordem violenta dos termos na frase, provocando dificuldade de compreensão:
«Chamam-e Fama e Glória soberana, / Nomes com quem se o povo néscio engana!»

Silepse

Consiste na concordância ideológica. Relaciona-se a um termo subtendido. Ocorre silepse de gênero, de número, de pessoa:

  • de gênero:
    «Conheci uma criança... mimos e castigos pouco podiam com ele». (A. Garret)

  • de número:
    «Que gente será esta? (em si diziam)
    Que costumes, que Lei, que Rei teriam?» (L.Camões)

  • de pessoa:
    «Nem tudo temos os modernos» (M.de Assis)

Anacoluto

Consiste no rompimento da construção de uma frase, quebrando-a:
«Aquele carro, é o que ele procura»

Inversão ou anástrofe

Consiste na colocação das palavras na frase na ordem inversa:
«De poeta, médico e louco, todos nós somos um pouco.»

Pleonasmo

Ou redundância, consiste numa repetição de um termo para reforçar o que foi dito:
«Morrerás morte vil da mão de um forte.» (Gonçalves Dias)

Anáfora

Consiste na repetição de um termo no início de versos ou frases:
«Olha a voz que me resta
Olha a veia que salta
Olha a gora que falta
Pro desfecho da festa.» (Chico Buarque)

"Vi uma estrela tão alta, / Vi uma estrela tão fria! / Vi uma estrela luzindo, / Na minha vida vazia". (Manoel Bandeira)

Epístrofe ou epífora

É a repetição de um termo no final de cada verso:
«Procuro dizer o que sinto
Sem pensar em que o sinto. » (Fernando Pessoa)

Sínquise

Uma forte inversão sintática que causa ambiguidade: «Abel matou Caim»

Quiasmo

Figura de linguagem, mais especificamente, uma figura de construção que consiste no cruzamento entre os elementos de dois termos frasais:
«Tinhas a alma de sonhos povoada,
E a alma de sonhos povoada eu tinha.»
(Olavo Bilac)

Anadiplose

Consiste na repetição de um termo no fim e também início de versos ou frases:
«O regador das ilhas que partia,
Partia, alegremente, navegando.
(Luís de Camões)

Epizeuxe

Consiste na repetição de um termo ou grupo de palavras numa sequência imediata: «Tinha um olhar vago, vago..»

Participar neste artigo Utilize este botão para adicionar seus comentários. Depois de adicionar seu comentário, você será direcionado para criar um login para validar seu comentário.

Este conteúdo foi originalmente criado por Gloria Galli, nome de usuário Gedini, em 2013-05-15 e está disponível com a licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Brasil. Outros autores também podem colaborar com este artigo.

Você poderá referenciar este artigo com o uso do link abaixo e incluir nota com o nome do autor:

Salvar e enviar para meu e-mail
Votar (1 estrela)
Votar (2 estrelas)
Votar (3 estrelas)

Enviar Você será enviado para criar um 'login' com seu e-mail.