Língua Portuguesa em Uso > artigos > Formação das palavras

Formação das palavras

Enviar via e-mail

Categorias: formação das palavras | composição | derivação |

Desde 21-05-2013. Por Gloria Galli (karma: 90%) (editor)

Colaboradores

Envie sua colaboração pelo nosso chat.

Os principais processos de formação das palavras são:
composição e derivação (prefixal e sufixal)

Existem outros processos, tais como neologismos, empréstimos, arcaísmos, que não serão mencionados aqui.

Composição

Criação de uma palavra nova, com significado próprio, resultante da junção de dois radicais ou mais radicais. Pode ocorrer composição por justaposição e por aglutinação.

Derivação

Criação de uma palavra nova a partir de outra primitiva. Ocorre por vários processos:
- derivação prefixal;
- derivação sufixal;
- derivação prefixal e sufixal,;
- derivação parassintética;
- derivação regressiva (deverbal);
- e derivação imprópria.

Mais exemplos:
administrar, antebraço, antítese, descontente, difundir,embrião, euforia, infeliz, infravermelho, paramédico, prefácio, posfácio, prognóstico, hipoglicemia, metáfora, sintaxe, sem-teto, super-homem, ultravioleta etc.

Mais exemplos:
amargor, arborizar, bocarra, brasileiro, cheiroso, comissário, curtume, diferença, facada, ferrugem, gotícula, homúnculo, lembrete, livreco*, ordenar, roedor, saltitar, velhte, vergonhoso, vozeirão** etc.

Nota:
substantivos deverbais dão origem substantivos abstratos.

Ver também Palavra composta (vogais diferentes) – sem hífen