Língua Portuguesa em Uso > Pronomes pessoais caso reto e caso oblíquo

Pronomes pessoais caso reto e caso oblíquo

Desde 05-05-2013. Curado por Gedini

Colaboradores

Ainda não existem colaborações neste artigo. Envie sua colaboração pelo nosso chat.

Categorias: pronomes pessoais do caso oblíquo | pronomes pessoais do caso reto | função sintática | pronomes |

Pronomes pessoais do caso reto

A principal função desses pronomes é substituir nomes. A seguir, os pronomes e suas representações:
Singular:
Eu - a pessoa que fala;
Tu - com quem se fala;
Ela/Ela - de quem se fala;

Plural:
Nós - o grupo, no qual a pessoa que fala se inclui;
Vós - as pessoas, com as quais se fala;
Eles/Elas - pessoas das quais se fala.

Cada pronome do caso reto tem um correspondente na forma oblíqua:

eu:
- me, mim, comigo

tu:
- te, ti, contigo

ele/ela:
- (ele/ela), o, a, se, si, lhe, consigo

nós:
-nos, conosco

vós:
- vos, convosco

eles/elas:
- (eles/elas), os, as, se, si, lhes, consigo

Pronomes do caso oblíquo - átonos e tônicos

Átonos
Usados sem preposição:

Tônicos
Usados com preposição:

Função desses pronomes na frase

Praticando:
Nas frases abaixo, os pronome pessoais do caso reto identificados estão em itálico, e os do caso oblíquo, em negrito:

«Aramis interrompeu-o.
Eu mesmo não posso afirmar que o aprecio muito.
Considero-o de fato o meu Rei.
O Rei,[..], aguardava uma oportunidade para prendê-lo.
Ele segurou o estribo para que o Rei apeasse.
Sinto-me apenas com sono.
Pareceu-me que o Rei o tratou com alguma frieza.
De repente, voltou-se para o amigo:
- Ocorreu-me uma idéia hoje à noite.
... Assim que ele saiu, ... reconheceu-o... »

(excertos do livro «O máscara de Ferro, de Alexandre Dumas». A Emboscada. FNDE. Adaptação de Carlos H. Cony. Rio de Janeiro. 2002, p. 33.)

Considere outros artigos

Gedini
2013-08-05
Quiasmo

Envie sua dúvida ou entre em contato

Faça login para enviar suas dúvidas de forma pública.

Entre em nosso chat para suporte online.