LPeU - língua portuguesa em uso Língua Portuguesa em Uso

Criado por Gedini
em 2013-05-15.

Figuras de palavras - conceitos

Revisando conceitos

Figuras de linguagem são recursos usados pelos escritores e poetas, para tornarem mais expressivas suas mensagens. Subdividem-se em: figuras de som, figuras de construção, figuras de pensamento e figuras de palavras. Neste artigo, falo sobre figuras de palavras.

Figuras de palavras

Sinédoque

Consiste em empregar termos que representam relações entre parte e todo:
classe por alunos;
vela por barcos;
homem por espécie humana etc.

Metáfora:

Consiste em empregar um termo com significado diferente do habitual, com base numa relação de semelhança entre o sentido próprio e o sentido figurado.

«(..) martelava na dentadura dura
sob o lustre complacente.»

(C.D.Andrade)

  • O termo 'dentatura dura' é uma metáfora de 'piano'.

Comparação:

mesma metáfora, porém usando a palavra 'como'.

“Ele ficou como um touro em arena.»

Metonímia:

Consiste em dar o significado usando outro termo, mas sempre há semelhança entre eles.

«Nelson, nas horas de folga, lia Camões.» (obra pelo autor)
«Traduziu Dante com a maior facilidade.»
«Já naquele dia o trono estava abalado.» (sinal pelo significado).

Catacrese:

Consiste em tomar um termo por empréstimo, na falta de outro um melhor. O termo em uso é logo adotado pelos falantes como se fosse natural.

«O pneu do seu carro está careca
«A cabeça do alfinete.»
«pneuzinhos da cintura.»

Antonomásia ou perífrase:

Consiste em substituir um nome por uma expressão facilmente identificável

«O poeta dos escravos era parnasiano?»

outros:
«Cidade luz» por Paris;
«Morada do Sol» por Araraquara etc.

Sinestesia:

Quando aparece numa expressão, sensações percebidas por diferentes órgãos do sentido.

«A água que ouviste/ num soneto de Rilke.» (audição) os ínfimos rumores no capim/ o sabor do hortelã (essa alegria) (gosto) a boca fria da moça maruim (tato) na poça/ a hemorragia da manhã (visão)(..)»

(Ferreira Gullar)

Diáfora ou antanáclase

Consiste em embaralhar, no enunciado, o sentido de uma mesma palavra numa espécie de trocadilho afim de conseguir um outro sentido:

«Nesse ponto da nossa discussão, um ponto seria a melhor parte.»

Alegoria

É uma sequência de metáforas para dar mais clareza ao significado desejado:

«O pregar há de ser como quem semeia, e não como quem ladrilha, ou azuleja. Ordenado, mas com as estrelas.[...] Todas as estrelas estão em ordem; mas é ordem que faz influência, não é ordem que faça lavor.»

(Padre Antonio Vieira. Sermão da Sexagésima)

Participar neste artigo Utilize este botão para adicionar seus comentários. Depois de adicionar seu comentário, você será direcionado para criar um login para validar seu comentário.

Este conteúdo foi originalmente criado por Gloria Galli, nome de usuário Gedini, em 2013-05-15 e está disponível com a licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Brasil. Outros autores também podem colaborar com este artigo.

Você poderá referenciar este artigo com o uso do link abaixo e incluir nota com o nome do autor:

Salvar e enviar para meu e-mail
Votar (1 estrela)
Votar (2 estrelas)
Votar (3 estrelas)

Enviar Você será enviado para criar um 'login' com seu e-mail.