Língua Portuguesa em Uso > Orações subordinadas substantivas subjetivas

Orações subordinadas substantivas subjetivas

Gloria Galli


Categorias: orações subordinadas | oração subordinada substantiva | oração subordinada substantiva subjetiva | análise sintática |

Ja vimos que as orações subordinadas substantivas são orações transpostas por conjunções integrantes (principalmente 'que' e 'se') e exercem funções sintáticas equivalentes às funções dos substantivos. Essas funções são definidas em relação ao núcleo verbal da oração principal.

O que é oração principal?
- A oração principal tem o verbo em forma finita e não apresenta conectivos. Também chamada oração matriz:
«É fundamental que você venha.»
Oração principal: é fundamental

«Joana quer que Mário volte.»
Oração principal: Joana quer...(algo)
Esse ‘algo’ foi transposto para a 2ª oração na forma de oração subordinada substantiva objetiva direta, pois tem o valor de objeto direto do verbo ‘querer’.

Os transpositores que iniciam as orações subordinadas substantivas são denominados ‘conjunções integrantes’ e são elas: que, se, quem.

«É importante que Joana faça uma segunda prova
- que Joana faça uma segunda prova (or.sub.subst.subjetiva)

Outros exemplos de orações subordinadas substantivas:
«Ela perguntou se vamos ao jantar de formatura
«Quem colasse na prova ia direto pra diretoria.»

nota:
O ‘se’ , geralmente, integra orações com fundo interrogativo:
« Não sei se ele virá para o jantar.» (Será que ele virá para o jantar?)

Resumindo:
As subordinadas substantivas são aquelas que exercem funções sintáticas atribuídas ao substantivo, e, assim sendo, podem exercer todas as suas funções. Portanto, será substantiva subjetiva, se funcionar como sujeito em relação ao verbo da oração principal. De forma semelhante reconheceremos se é predicativa, objetiva direta, indireta, apositiva, completiva nominal. Fica fácil reconhecer a função das substantivas verificando a possibilidade de nominalização delas, ou seja, transformá-las em um Sintagma Nominal (SN). Veja como:
(1) «É necessário que você estude
Nominalizando:
que você estude = o seu estudo. Assim:
«É necessário o seu estudo.» SN -> sujeito (o seu estudo). Portanto:
«É necessário que você estude -> oração subordinada substantiva subjetiva.

(2) Quero que você venha. Nominalizando: Quero que você venha = Quero a sua vinda. (objeto direto)
Daí: «Quero que você venha.» -> or. subordinada substantiva objetiva direta.

Neste artigo, trabalhamos com exemplos de substantivas subjetivas:

(3) «É necessário que você estude.» Nominalizando: que você estude = o seu estudo.
Oração principal: é necessário Or.sub.substantiva subjetiva: que você estude.
Se o seu estudo tem a função de sujeito, que você estude será oração subordinada substantiva subjetiva. Assim:

(4) «É necessário que a diretora volte».
Nominalizando:
que a diretora volte = «a volta da diretora».
(4a) É necessário a volta da diretora. (= A volta da diretora -> sujeito)
Se, como Sintagma Nominal, a expressão exerce a função de sujeito, como oração subordinada substantiva será subjetiva.

As substantivas subjetivas podem ser desenvolvidas e reduzidas. As desenvolvidas têm verbos na forma finita:
(5) «É fundamental que você venha

As reduzidas têm verbos na forma infinita e são chamadas orações subordinadas substantivas subjetivas infinitivas:
(6) «É necessário se engajar nessa luta». (= que você se engaje)
(7) «Espero alcançar você em menos de um mês». (= que eu te alcance)

Características da substantiva subjetiva:
1. Sempre tem o verbo da oração principal na 3ª pessoa do singular;

  1. Pode ter:
  2. verbo na voz reflexiva com sentido passivo:
  3. verbos ser, estar, ficar + substantivo/adjetivo:

  4. Apresentam orações com predicados do tipo:

    é fundamental que..., é necessário que..., é incrível que..., é possível que..., é verdade que..., acontece que..., consta que..., comenta-se que..., ficou claro se..., ignora-se quem/se..., importa que..., não admira que..., não é justo que..., parecia que..., ouve-se que..., verificou-se que... + oração:

Mais exemplos de orações subordinadas substantivas subjetivas:
(8) «Acontece que hoje é domingo.»
(9) «Consta que ele não pertence ao grupo.»
(10) «Convém que ele volte.»
(11) «Importa que ele assuma o cargo.»
(12) «Ocorre que ele não tem culpa.»
(13) «Parece que Maria vem para o jantar.»
(14) «Urge que faça nova eleição.»
(15) «Comenta-se que Maria vai voltar.» (= a volta de Maria )
(16) «É possível que ele volte.»
(17) «É necessário que os alunos se organizem em grupos.»
(18) «Importa que as pessoas sejam cidadãos honrados.»
(19) «É necessário que você estude.»
(20) «Parece estar provado que milagres não acontecem.»
(21) «Ouve-se que é necessário mais investimentos.»
(22) «Verificou-se que tudo estava em ordem.»
(23) «Ignora-se até hoje quem roubou as joias.»
(24) «Quem entregar o trabalho pode sair da classe, disse a professora.»
(25) «Quem nasce na Holanda é holandês.»
(26) «Não se sabe quando teremos férias.»
(27) «O que disseres será contra ti.»

Em (23) -> «Ignora-se..» ( o 'se' é partícula apassivadora).

Veja também Orações subordinadas substantivas

Comentários

revisados

Gedini
2013-08-05
Quiasmo

Participe

Faça login para receber nossa newsletter ou enviar dúvidas