Língua Portuguesa em Uso > No Reino das Letras Felizes

No Reino das Letras Felizes

Desde 20-02-2015. Curado por Gedini

Colaboradores

Ainda não existem colaborações neste artigo. Envie sua colaboração pelo nosso chat.

Categorias: textos | leitura | LENIRA ALMEIRA HECK | produção textual | narrativas |

autor: LENIRA ALMEIRA HECK

«As letras são elos que unem os homens através da comunicação.
Ler e escrever são experiências inigualáveis.»
JULIA VEHUIAH ( Lenira Almeira Heck )

[...]
Num lugar muito distante, existia um reino silencioso, habitado apenas por Letras. Elas eram muito desunidas: via cada uma para si, e nunca se reuniam para formar uma palavra sequer.

A rainha Alfa, que era muito divertida, resolveu acabar com aquele silêncio. Chamou os seus conselheiros – Beta, Gama e Ômega – e ordenou:
- Quero que organizem um Grande Baile e que convidem todas as letras do reino e também dos demais reinos.
A rainha também disse:
- Quero que as Letras do Reino usem a criatividade e façam algumas apresentações a fim de marcar para sempre a História do Reino.

Tão logo a notícia se espalhou, houve grande alvoroço. Foi um corre-corre, uma pensa-pensa... Cada letra queria ter a melhor ideia.
Pensaram, pensaram, mas não conseguiram imaginar nada. Até que resolveram se juntar. Conversa vai, conversa vem, uma delas falou:
- Companheiras, uma letra só serve para nada, mas, se nos unirmos, poderemos transformar a vida deste reino para sempre.

A letra G explicou tim-tim por tim-tim o seu plano. Algumas letras mal-humoradas acharam tudo aquilo uma invenção maluca, sem pé nem cabeça.
Depois de muita conversa, todas acabaram concordando com a sugestão da letra G e iniciaram-se os ensaios. Aos poucos, surgiu uma grande amizade entre elas.

Depois de alguns meses... Finalmente chegou a grande noite. As letras aguardavam ansiosas o início do baile. Alguém anunciou:
- Sua Majestade.... Alfa! E enquanto a orquestra real tocava, a rainha entrou no luxuoso salão.

Ao terminar a música, a rainha comunicou:
- Nesta noite serão apresentadas as Letras que formarão o Alfabeto. Com elas, estabeleceremos a comunicação oral e escrita neste reino.

A cerimônia teve início com a apresentação das seguintes letras:
A B C D E F G H I J L M N O P Q R S T U V X Z

Em seguida, a rainha separou as letras vogais e ordenou que, em alguns casos, elas fossem MAIÚSCULAS; em outros, minúsculas:

A E I O U
a e i o u
..
E escolheu também as letras consoantes:

B C D F G H J L M N P Q R S T V X Z
b c d f g h j l m n p q r s t v x z

também homenageou as letras:
Y W K

As letras ficaram felizes. Pareciam estar vivendo um conto de fadas.

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T W U V X Y Z

O fotógrafo real, para eternizar o momento, reuniu as letras para fotografia oficial:

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTWUVXYZ
abcdefghijklmnopqrswuvxyz

As Letras surpreenderam a todos e, ao som da orquestra, graciosamente cantaram:

« todas as crianças
entram para a escola (2, 3x)
para ler e escrever
e também contar histórias»
(Melodia, Marcha soldado.)

Por fim, as letras homenagearam as crianças do reino, cantando:

«CRIANÇA FELIZ»

"Criança feliz, feliz a cantar
Alegre embalar o seu sonho infantil
Oh! Meu Bom Jesus! Que a todos conduz,
Olhai as crianças do nosso Brasil!
Criança com alegria
Qual um bando de andorinhas
Viram Jesus que dizia:
Vinde a mim as criancinhas!

Criança feliz, feliz a cantar...»

A partir daquele dia, as Letras se mantiveram unidas. Aquele Reino ficou conhecido como o “Reino das Letras Felizes”.

Texto disponível em:
http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/eu00005a.pdf
acesso: 20/02/2015 08:58

Considere outros artigos

Gedini
2013-08-05
Quiasmo

Envie sua dúvida ou entre em contato

Faça login para enviar suas dúvidas de forma pública.

Entre em nosso chat para suporte online.