Língua Portuguesa em Uso > Complemento nominal

Complemento nominal

Gloria Galli


Categorias: complemento nominal | função sintática | sintaxe | língua portuguesa | gramática pt-Br |

O Complemento Nominal (CN) é um termo preposicionado que completa o sentido de um Nome (substantivo, adjetivo ou advérbio). Exemplos:

«Procuramos despertar no aluno o gosto pelas letras.» (substantivo)
«A explicação do professor foi benéfica aos alunos.» (adjetivo)
«O juiz agiu favoravelmente ao réu.» (advérbio)

Quase sempre o complemento nominal vem regido de preposição (termos sublinhados):

«O torcedor tinha fé em seu time.»
«Fiquei indiferente a sua desculpa.»
«A oposição votou favoravelmente ao governo.»

Representação do Complemento Nominal

O termo que representa o CN pode ser constituído de uma preposição + : substantivo, pronome, numeral ou or. sub. substantiva completiva nominal. Exemplos:

«Foi proibida a venda de fogos
«Meu marido têm paixão por futebol

«O professor ficou descontente comigo.(= com + eu).»
«A decisão do diretor foi favorável a eles
«A decisão do diretor foi-lhes favorável.» (com pronome átono o CN não vem acompanhado de preposição)

«A decisão do diretor foi favorável aos cinco.» «A derrota de um é a tristeza de todos.»
«Ela tinha confiança nos dois

«Tenho um pressentimento de que tudo vai dar certo
«O medo de que lhe tirasse as filhas trouxe-lhe uma depressão.»

nota 1: Geralmente, os 'nomes' (substantivos, adjetivos, advérbios) que são acompanhados de CN são deverbais, ou seja, originários de verbos. Portanto, pode-se relacionar a transitividade do verbo com a transitividade do nome que lhe corresponde:
gostar de algo – gosto por algo. (gosto->subst.)
beneficiar alguém – ser benéfico a alguém.
favorecer – agir favoravelmente a.

Onde ocorre Complemento Nominal

O complemento nominal completa o sentido de substantivo deverbal, origem VTD, se existir valor passivo. Exemplos:

«A produção de leite foi abaixo do que se esperava neste ano
(subst deverbal (produzir) = o leite foi produzido - sentido passivo = CN)

«O consumo de drogas cresce nos bairros mais pobres
(subst deverbal (consumir) = drogas foram consumidas - sentido passivo = CN)

«A venda da moto do Carlos foi o assunto da semana
(subst deverbal (vender) = a moto foi vendida - sentido passivo)

«A invenção da imprensa revolucionou o mundo
(subst deverbal (inventar) = imprensa foi inventada – sentido passivo = CN)

«A descoberta de fraudes foi a notícia da semana
( subst deverbal (descobrir) = os fraudes foram descobertos – sentido passivo = CN)

«Os alunos fizeram a leitura do texto.»
(subst deverbal (ler) = o texto foi lido – sentido passivo = CN)

«A secretário não autorizou a colocação dos armários.»
(subst deverbal (colocar) = os armários foram colocados – sentido passivo = CN)

«No meu colégio cuidamos para que haja o respeito pelos professores.»
(subst deverbal (respeitar) = os professores são respeitados 0- sentido passivo = CN)

«O temporal provocou a destruição do galpão.»
(subst deverbal (destruir) = o galpão foi destruído – sentido passivo = CN)

«O que mais gosto nas festas juninas é a queima dos fogos.»
(subst deverbal (queimar) = os fogos são queimados – sentido passivo = CN)

«O seu maior problema é a lembrança do passado.»
(subst deverbal (lembrar) = o passado é lembrado – sentido passivo = CN)

«Hoje fala-se muito em projetos para a conservação da natureza. »
(subst deverbal (conservar) = a natureza é conservada – sentido passivo = CN)

«Sofremos muito com a perda dos entes queridos. »
(subst deverbal (perder) = entes queridos foram perdidos – sentido passivo = CN)

«O amor ao próximo é um dever humano.»
(subst deverbal (amar) – o próximo é amado – sentido passivo = CN)

«Naquela escola há necessidade de orientações.»
(completa subst deverbal (necessitar) = orientações são necessárias)

«Sempre há necessidade de um bom conselho.»
(idem idem = um bom conselho é necessário)

«A população tem necessidade de alimentos.»
(idem idem = alimentos são necessários)

«A necessidade do amor é própria do ser humano
( idem idem = o amor é necessário)

«Percebia-se que ele tinha confiança na vitória.»
(= subst deverbal (confiar) = a vitória é confiável)

«Faça uma leitura cuidadosa do texto.»
«Fiquei feliz com a vitória.»
«Ele estava consciente de tudo.»
«O porão da casa estava cheio de brinquedos.»

«Ele disse não às determinações inflexíveis.»
«As normas relativamente a esse caso não foram bem claras.»
«Foi depressa para o carro.»
«Ele mora perto do serviço.»
«O stress torna o homem mais vulnerável a doenças.»

«Ela é fiel a seus pais.»
«Sou-lhe grato.»(= sou grato a ele)
«Estou desgostoso com vocês.»
«Fumar é prejudicial à saúde.»
«O problema desses adolescentes é a dependência de drogas.»

nota:
Sempre que houver dúvidas : se houver valor passivo com o termo 'de+nome' será CN, se for ativo, será Ad Adn:

Tenho medo de fantasmas. (= fantasmas são temidos = CN)
Tenho saudades de Luisa. (= Luisa é saudada (= lembrada= CN)
Eu tenho medo de barata. (= barata é temida = CN)
Todos têm direito à liberdade de expressão. (= a liberdade de expressão é de direito = CN)

Ver também Complemento nominal e Adjunto adnominal

Comentários

revisados

Gedini
2013-08-05
Quiasmo

Participe

Faça login para receber nossa newsletter ou enviar dúvidas