LPeU > artigo > Roteiro para compreensão dos substantivos

21-05-2013.

Enviar via e-mail

Categorias: substantivos | classes de palavras |

O que vamos trabalhar neste texto:

Substantivos

Concretos e abstratos // simples e compostos // primitivos e derivados // comuns e próprios // coletivos.

Recordando:

ar, água, fogo, lousa, brisa, faca, catálogo, Deus, pensamento, poeira, nuvem, mesa, faca, comunidade, vila, capital, convento, guerra, fadas, duendes, sereia, mula sem cabeça, saci-pererê etc.

Abstratos
Grupo de palavras que designam coisas que não têm existência própria, dependem de outras para existirem.
Abstratos derivados de verbos:

beijo (beijar), brincadeira (brincar), carinho (cariciar), colheita (colher), compra (comprar), eleição (eleger), entrada (entrar), estudo (estudar), explicação (explicar), honra (honrar), jogada (jogar), necessidade (necessitar), plantação (plantar), poda (podar), risada (rir), saída (sair), sorriso (sorrir), venda (vender) etc.

Abstratos derivados de estado/emoção:

tristeza, alegria, prazer, cansaço, felicidade, pobreza, caridade etc.

Abstratos derivados de qualidades:

beleza (belo), feiúra (feio), bondade (bom), prazer (prazeroso) etc.

flor, menina, lápis, borracha, grama, café etc.

Quando tem dois ou mais radicais, é chamado COMPOSTO:

beija-flor, cor-de-rosa, amor-perfeito, roda-gigante, pernilongo, pontapé, aguardente, girassol, madressilva, mandachuva, pontapé, paraquedas, paraquedista, sociocultural, socioeconomia, sociolinguística etc.

pedra, mármore, vidro, borracha, casa, pão, sapato, casa, leite, dia, noite, manhã etc.

Substantivos derivados - as palavras que foram criadas a partir das primitivas:

pedr/aria, pedr/ada, pedr/eira, pedr/eiro, pedr/isco, pedr/aria, pedr/egulho etc.

marmor/aria, marmor/ário, marmor/eação, marmor/eiro, marmor/izar, marmor/izável etc.

vidr/aça, vidr/açaria, vidr/aceiro, vidr/acista, vidr/aria, vidr/ilho etc.

borr/achada, borr/acharia, borr/achento, borr/acheiro, borr/achinha, borr/achona, borr/achudo etc.

cas/ario, cas/ão, cas/arão, cas/ebre, cas/eiro, cas/eira, cas/inha, cas/inhola etc.

padaria, panificadora, padeiro etc.

a/noit/ecer, noit/inha, noit/ada, noturno etc.

lactação, lácteo, lactose, lactacidade, lactente, lactífero, leiteira, leitoso etc.

rio, oceano, continente, homem, mulher, cachorro, gato, cidade, país, fadas, artistas, autor etc.

Substantivos próprios - são as palavras que dão nomes a essas coisas ou seres citados acima:

Rio Tamanduá, Carmem, Totó, Chanim, Serrana, Brasil, Oceano Atlântico, fada Sininho, Chico Buarque, Graciliano Ramos etc.

antologia (textos)
atilho (de espigas de milho)
biblioteca (livros)
bosque (árvores)
cambada (desordeiros, malfeitores)
cancioneiro (canções, poemas)
choldra (bandidos, malfeitores)
colmeia (abelhas)
coro (anjos, cantores)
correição, cordão (formigas)
esquadrilha (aviões)
falange (conjunto de tropas)
flora (plantas ou vegetais)
galeria (objetos de arte)
hemeroteca (jornais e revistas)
horda (bárbaros, selvagens)
júri (jurados, pessoas que julgam)
legião (anjos, soldados, demônios)
panapaná (borboletas)
prole (filhos)
saraivada (tiros, perguntas, vaias)
súcia (desonestos)
trouxa (roupas)
turma (estudantes, trabalhadores, amigos) etc.