Língua Portuguesa em Uso > Concordância do verbo SER

Concordância do verbo SER

Gloria Galli


Categorias: concordância do verbo SER | concordância verbal |

Casos de concordância do verbo SER

A concordância do verbo ser pode ser feita tanto com o predicativo quanto com o sujeito.
Listam-se abaixo alguns casos:

Regra geral

O verbo SER concorda com o sujeito da oração em número:

Eu sou brasileira.
Tu és bela.
Ele é arquiteto.
Nós somos fiéis.
Vós sois competentes.
Eles são bons.
A média do tempo é de 48 horas.

Casos comuns:

Quando o sujeito é representado por 'tudo, isso, isto, aquilo, o', o verbo SER, preferencialmente, concorda com o 'predicativo no plural'.

Sujeito ou predicativo constituído por nome de pessoa ou por um pronome pessoal, a concordância será feita com a pessoa gramatical.

Com referência a dia do mês o verbo ser admite duas construções.

Se o sujeito ou predicativo for nome de coisa, e se um (sujeito ou predicativo) estiver no singular e o outro (sujeito ou predicativo) no plural, o verbo ser concorda com o plural.

No entanto, se houver o desejo de enfatizar o sujeito, a concordância se fará com ele: «A vida é ilusões.»

Se o verbo ser constituir junto com o predicativo expressões: é pouco, é muito, é mais de, é menos de, é tanto, com a expressões de preço, peso, medida, quantidade, ficará invariável.

Se o sujeito estiver representado por um pronome interrogativo QUE ou QUEM, o verbo ser concorda com o sujeito.

Na indicação de hora, período de tempo e distância, o verbo SER concorda com o predicativo e torna-se IMPESSOAL, sem sujeito.

Coletivo acompanhado de artigo definido plural leva o verbo para o plural.

O verbo SER quando representa definição, identidade pode ficar no singular.

Comentários

revisados

Gedini
2013-08-05
Quiasmo

Participe

Faça login para receber nossa newsletter ou enviar dúvidas