LPeU > artigo > Hífen e palavras compostas: advérbios *bem* e *mal*

17-05-2013.

Enviar via e-mail

Categorias: novo acordo ortográfico da língua portuguesa | palavras compostas | hífen |

A base XV do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa dispõe regulamentação sobre o emprego do hífen em compostos, locuções e encadeamentos vocabulares. Este artigo trata-se das palavras compostas com os advérbios bem e mal.

Compostos com os advérbios bem e mal

Quando formam uma unidade semântica e sintagmática com um elemento iniciado por vogal ou h:

bem-aventurado, bem-aceito, bem-educado, bem-intencionado, bem-ordenado, bem-humorado, mal-acondicionado, mal-encarado, mal-educado, mal-olhado, mal-ouvido, mal-humorado etc.

nota:
O advérbio bem pode não se juntar (aglutinar) com consoantes (o contrário com mal):

bem-dotado (maldotado);
bem-vindo (malvindo);
bem-criado (malcriado);
bem-disposto (maldisposto);
bem-ditoso (malditoso);
bem-educado (maleducado); bem-falante (malfalante);
bem-mandado (malmandado); bem-vestido (malvestido); bem-visto (malvisto);
bem-me-quer (malmequer) etc.

Quando a palavra que segue o advérbio bem tem vida autônoma na língua ou quando a pronúncia o requer (ex: bem-aventurança) ocorre o caso acima. Em algumas formações não ocorre isso, o que justifica o registro aglutinadamente:

benfazejo,bendizente, benfeito,benfeitor, benquerença, benquerer etc.