LPeU - língua portuguesa em uso Língua Portuguesa em Uso

Criado por Gedini
em 2013-05-16.

Como saber se nasal, ditongo, vogal tônica, átona, e qual a relação com o diminutivo?

De início, é importante que saibamos conceituar as expressões em questão.

Sons nasais

É importante saber que 'som' não pode ser confundido com 'letra'. Por exemplo: a letra 'm' tem um som 'nasal'. Diz-se 'nasal' porque o ar ressoa nas fossas nasais ao ser produzido. Há cinco vogais nasais: (ã, e~, i~, õ, u~). Todos os sons grafados abaixo são sons nasais:

clã, quente, Campinas, canhões, monge, onde, untar, juntar etc.

Ditongos

Ditongo é o encontro de duas vogais, ou melhor, de uma vogal e uma semivogal ou vice-versa, numa mesma sílaba. Semivogal é uma vogal com som fraco: vai (o 'a' é uma vogal e o 'i' é uma semi-vogal.

Outros:

céu (oral), anzóis (oral), anões (nasal), também (e~in = nasal)

Vogal tônica e vogal átona

A vogal tônica é bem pronunciada. Exemplo: faca - a primeira vogal é bem pronunciada, isto é, ela é longa; a segunda é fraca, levemente pronunciada. A primeira é vogal tônica; a segunda é átona.

A partir desse conceito, pode-se compreender o que seja sílaba átona e sílaba tônica. Exemplos:

  • bolero (a 2ª sílaba é a tônica (= lé))
  • canção (a última sílaba é a tônica)
  • nel (a 1ª sílaba é a tônica); urubu (termina em vogal tônica, sílaba tônica)
  • ca (termina em vogal tônica, sílaba tônica)
  • manga (primeira tônica, termina em sílaba átona)
  • leite (primeira tônica, termina em sílaba átona)
  • caminho (segunda tônica, termina em átona).

Sobre diminutivos

Os diminutivos em língua portuguesa, na maior parte, são feitos com os sufixos -inho ou -zinho. São os chamados diminutivos na forma sintética. Mas nem todas as palavras aceitam esses sufixos. Imagine, se coloco esse sufixo na palavra cozinha - cozinhazinha? - coziinha? Soa mal. Talvez por isso nem todas as palavras admitem o diminutivo na forma sintética. Nesse caso, usamos a forma analítica, ou seja, quando um usamos um adjetivo para auxiliar a construção - 'cozinha grande', 'cozinha enorme', etc.

Portanto, quando o som não corresponde ao ideal estabelecido pelo nosso padrão auditivo, formamos o diminutivo com o auxílio de outras palavras:

cozinha - cozinha grande/enorme  // pátio - pátio enorme/grande/gigantesco

Ver também Sufixos diminutivos -inho e -zinho

Participar neste artigo Utilize este botão para adicionar seus comentários. Depois de adicionar seu comentário, você será direcionado para criar um login para validar seu comentário.

Este conteúdo foi originalmente criado por Gloria Galli, nome de usuário Gedini, em 2013-05-16 e está disponível com a licença Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Brasil. Outros autores também podem colaborar com este artigo.

Você poderá referenciar este artigo com o uso do link abaixo e incluir nota com o nome do autor:

Salvar e enviar para meu e-mail
Votar (1 estrela)
Votar (2 estrelas)
Votar (3 estrelas)

Enviar Você será enviado para criar um 'login' com seu e-mail.