Língua Portuguesa em Uso > Orações subordinadas adverbiais - classificação

Orações subordinadas adverbiais - classificação

Desde 10-12-2014. Curado por Gedini

Colaboradores

Ainda não existem colaborações neste artigo. Envie sua colaboração pelo nosso chat.

Categorias: orações subordinadas | oração subordinada adverbial |

Funcionam como advérbio da oração principal. As subordnadas adverbiais indicam a circunstância do evento que ocorre na oração principal, o que pode ser identificado pelo sentido das conjunções que as introduzem. As adverbiais podem ser classificadas em:

Causais

(principais conjunções: porque, como, pois que, uma vez que, já que, dado que) - Explicam a causa, o motivo do acontecimento ocorrido na oração principal:

«Voltou tarde porque estava na festa.»

Comparativas

(principais conjunções: como, tanto .... como, tanto...quanto, mais (do) que, (menos (do) que, assim como) - Há uma comparação entre a subordinada e a principal:

«Paulo é tão estudioso quanto Luana.»
«Aqueles alunos são espertos como águias.»

Consecutivas

(principais conjunções: que.. (dependendo de tão, tanto, tal, tamanho) - A subordinada exprime a consequência do que aconteceu na principal:

«A criança tanto pulou que caiu e mordeu a língua.»

Concessivas

(principais conjunções: embora, conquanto, ainda que, posto que, (se) bem que, apesar de que, apesar de) - Quando a subordinada exprime um impedimento, mas mesmo assim, a declaração da principal não se afetará:

«Mesmo que chova, eu irei à festa.»

Condicionais

(principais conjunções: caso, se por ventura, salvo se, sem que, uma vez que, a não ser que, desde que, conquanto que, com a condição que) - A subordinada exprime uma condição para que seja efetuado ou não o evento declarado na principal:

«Se tivesse feito o trabalho, teria conseguido aprovação no curso.»

Conformativas

(principais conjunções: conforme, como, segundo, consoante) - O fato expresso na subordinada está de conformidade com a declaração da principal:

«Luana conseguiu redigir o texto conforme a professora pediu.»

Finais

(principais conjunções: para que, a fim de que, para, que (=para que), a fim) - A subordinada indica a finalidade do que foi expresso na principal:

«Fizeram a excursão para conhecer os costumes daquela gente.»

Locativas

(principais localizadores: onde, quem) - Localizam as ocorrências expressas, tais como: onde, quem?

«Onde não há pão todos brigam e ninguém tem razão.»

Proporcionais

(principais conjunções: quanto mais ...(tanto) mais, quanto mais ....(tanto) menos.., à medida que, à proporção que, enquanto) - Quando a subordinada se manifesta em proporção à principal:

«Quanto mais rezo, mais fantasmas me aparecem.»

Modais

«Relatou os acontecimentos, contando todos os detalhes.»

Temporais

(principais conjunções: enquanto, quando, agora que, logo que, sempre que, assim que, antes que, de, depois que, desde que, cada vez que) - A subordinada marca o tempo ocorrido na principal:

«Saiu antes que a esposa chegasse.»

(fonte - Classificação segundo Bechara - Moderna Gramática Portuguesa)

Ver também Orações subordinadas adverbiais

Considere outros artigos

Gedini
2013-08-05
Quiasmo

Envie sua dúvida ou entre em contato

Faça login para enviar suas dúvidas de forma pública.

Entre em nosso chat para suporte online.