Língua Portuguesa em Uso > Sobre a forma de tratamento você

Sobre a forma de tratamento você


Gloria Galli

Categorias: pronomes de tratamento |

Pergunta:
Na lista de pronome oblíquos, não teria que ter: o(s), a(s) e lo? E na lista de pronomes pessoais não teria que ter 'você'? Por que os pronomes ele(s) ela(s) estão na lista de oblíquos? Seriam representados pelo 'o', 'a' etc..? Artigo referência Pronomes pessoais do caso reto e caso oblíquo

O pronome você não é considerado um pronome do caso reto e sim, pronome pessoal de tratamento. Encontra-se na categoria dos pronomes como V. Sª, V. Exª etc. Assim sendo, ao estudar os pronomes do caso reto, vamos encontrar nas gramáticas somente: eu,tu, ele, nós, vós, eles.

É certo que as formas 'o(s)' e 'a(s)' são pronomes oblíquos, mas 'lo' não. Esta é uma forma contraída do emprego do 'o' quando segue as terminações /r/ /s/ e /z/. Veja o artigo Sobre funções dos pronomes.

Os pronomes 'ele(s)' e 'ela(s)' estão na lista dos oblíquos porque eles são pronomes oblíquos tônicos. Os oblíquos tônicos são aqueles que podem vir seguidos de preposição, os oblíquos, em geral, são aqueles que podem desempenhar a função de complementos. Exemplo:
«Ela dirigiu-se a ele e despediu-o sem mais nem menos.»
No exemplo dado, 'ela' é sujeito e 'ele' , um complemento indireto. Outro exemplo:
«Foi com muita ironia que a secretária se dirigiu a nós.»
Há mais informações sobre essas colocações na seção Sobre funções dos pronomes

Comentários

artigos mais revisados

Gedini
2013-08-05
Quiasmo

pesquise na base

Participe no LPeU, faça login para receber nossa newsletter ou enviar dúvidas Login via Facebook